Simulacros pintados

Cada passo na zona euro se mede agora em dias. No fim da Idade Média um teólogo chamado Jean Gerson, então famoso, e agora obscuro, insurgiu-se contra a decadência do poder dos bispos no seu tempo. Esses bispos, que ele via como descendentes diretos dos apóstolos, tinham deixado ultrapassar-se por duas realidades distintas, cada uma […]

Ler mais
O Mercedes-Deng

Daqui a umas décadas os chineses serão mil milhões, mais produtivos, e os alemães continuarão menos de um décimo dessa população. Há uns anos fazia-se esta sugestão em palestras e debates: “imaginem quando todos os chineses quiserem ter um carro”. As ruas das cidades chinesas eram nessa altura uma paisagem de bicicletas, milhões de bicicletas […]

Ler mais
A um amigo que discorda

Escrevo este texto a pensar por exemplo no Zé Neves que publicou no Vias de Facto um post acerca da minha desvinculação da delegação do Bloco de Esquerda do Parlamento Europeu e ida para o grupo dos Verdes Europeus após uma quebra de lealdade política e pessoal de Francisco Louçã. O Zé Neves não concorda […]

Ler mais
Revisitação

A vida de um independente não é fácil, quando aceita representar um partido — e eu nunca esperei que fosse. Há pouco mais de dois anos escrevi neste jornal um texto com o título “Um apoio, uma aposta, uma aprendizagem”. Nele anunciava as razões da minha candidatura ao Parlamento Europeu, como independente nas listas do […]

Ler mais
Um apoio, uma aposta, uma aprendizagem

[Texto no Público — de há dois anos — acerca de por que aceitei ser candidato independente nas listas do BE ao Parlamento Europeu. Deixo-o aqui de novo, em vista dos acontecimentos de hoje, sem mais comentários. Mas com os comentários abertos, para dizerem o que quiserem.] Aqui há tempos o eurodeputado e dirigente do […]

Ler mais
A regra de Juncker

Quando o presidente do Eurogrupo não percebe o que a União anda a fazer, ou percebe bem demais e sabe que isso leva ao desastre, é porque rebentou a bolha. Paul Volcker, antigo presidente do Banco Central americano, disse uma vez que a única coisa útil que os bancos inventaram nos últimos vinte foi a […]

Ler mais
Nota

Francisco Louçã publicou ontem, às 23:18, na sua página de facebook, uma nota intitulada “4 são mesmo 4”, na qual comenta artigos que terão aparecido na imprensa (jornais “i” e “Sol”) com a informação errónea de que os quatro fundadores do Bloco de Esquerda fossem Luís Fazenda, Miguel Portas, Francisco Louçã e Daniel Oliveira. Como […]

Ler mais
Bloco: duas ou três coisas que sei sobre ele

Porém o Bloco teve o seu pior resultado, as razões, contudo, não estão nas condições externas, mas num desencontro entre eleitorado e partido sobre aquilo que ele poderia ser. 1. O problema do Bloco nas sondagens não começou com o apoio a Manuel Alegre, nem com a moção de censura, nem com a falta à […]

Ler mais
Muitos, todos, cada um

A visão que a esquerda tem de si mesma e a que a direita tem de si mesma não se justapõem, elas discordam até nas suas discordâncias. Um blogue de direita, o 31 da Armada, leu a minha última crónica, na qual escrevi que “mais do que uma doutrina ou uma ideologia, a esquerda é a aliança daqueles […]

Ler mais
Uma constatação

Ninguém é de esquerda só por dizer que é de esquerda, olha para o que eles fazem e não para o que eles dizem. É, apesar de tudo, injusto dizer que a esquerda portuguesa não consiga estar de acordo. Para dar um exemplo, perguntemos por que não consegue a esquerda portuguesa convergir e a resposta […]

Ler mais