A minha crónica de hoje no Público, sobre como as pessoas boas não pensam só coisas boas.

“Há um certo desconforto democrático em admitir que uma grande parte do povo possa ter ideias ou sentimentos repugnantes. Ou que uma parte da classe operária (votante em Trump ou no Brexit) possa ser racista. Mas esse desconforto é equivocado e não é democrático. Ser democrata não é achar que a maioria tem sempre razão ou decide sempre da melhor maneira, mas que a maioria tem uma legitimidade política maior para tomar decisões políticas (mas não judiciais ou médicas, por exemplo). Ser de esquerda não é achar que a classe operária está isenta de ter sentimentos racistas. E ser progressista não implica ficar calado quando são os “perdedores da globalização” a dar voz às ideias mais reacionárias.

Temos uma certa dificuldade em admitir que pessoas trabalhadoras e simpáticas possam ser também racistas ou sexistas. Mas se assim fosse nunca certos políticos teriam tantos votos como têm e nunca o apartheid ou a inquisição teriam durado tanto quanto duraram. As pessoas boas não acham só coisas boas.”

O link para leitura completa encontra-se na imagem abaixo.

rui-blog

 

2 thoughts to “Os deploráveis estão entre nós

  • rui

    OS ALTAMENTE INDIGNADOS: a alta finança (capital global) e suas marionetas.
    .
    Quando se fala em Sobrevivência de Identidades Autóctones a alta finança (capital global) e suas marionetas ficam indignados:
    – «Como é possível existirem pessoas a defenderem Identidades Autóctones… quando… o holocausto massivo de Identidades Autóctones (na América do Norte, na América do Sul, na Austrália) foi algo que foi beneficiar muita muita gente!?!?»
    .
    .
    .
    Anexo:
    A AGENDA NAZI ESCONDIDA das ‘pombas’: os partidos do sistema (e outras marionetas):
    .
    -» Há já algum tempo que é perfeitamente perceptível que os Partidos do Sistema (um ex: o partido da senhora Merkel), e muitas outras marionetas da alta finança (capital global), possuem UMA AGENDA NAZI ESCONDIDA:
    – começaram por falar em ajuda humanitária…
    – posteriormente dedicam-se a argumentar que a sobrevivência de Identidades Autóctones é algo que «não faz sentido»…
    [nesta sua propaganda é utilizado tudo e mais alguma coisa como ‘arma de arremesso’]
    .
    Ora, de facto, apanha-se mais depressa um nazi do que um coxo: nazismo não é o ser ‘alto e louro’, bla bla bla,… mas sim a busca de pretextos com o objectivo de negar o Direito à Sobrevivência de outros!
    Uma coisa são os ‘globalization-lovers’ que gostam de o ser.
    -» Uma outra coisa são os ‘globalization-lovers’ nazis que andam por aí… buscando pretextos… para negar o Direito à sobrevivência das Identidades Autóctones!!!
    .
    A alta finança (capital global) está apostada em dividir/dissolver as Nações… terraplanar as Identidades… para assim melhor estabelecerem a Nova Ordem Mundial: uma nova ordem a seguir ao caos – uma ordem mercenária (um Neofeudalismo).
    Andam por aí muitas marionetas… cujo trabalhinho é ‘cozinhar’ as condições que são do interesse da alta finança (capital global).
    .
    .

    P.S.
    Todos diferentes, todos iguais… no entanto… quando se fala no (legítimo) Direito à Sobrevivência de Identidades Autóctones {nota: Inclusive as de ‘baixo rendimento demográfico’… Inclusive as economicamente pouco rentáveis…} Nazis-Económicos (nazis-à-USA) – desde há séculos com a bênção de responsáveis da Igreja Católica – proclamam logo: «a sobrevivência de Identidades Autóctones provoca danos à economia…»
    [nota: os nazis-económicos (nazis-à-USA) provocaram holocaustos massivos em Identidades Autóctones]
    .
    P.S.2.
    É preciso dizer não ao nazismo ”DEMOCRÁTICO” e sim ao separatismo, isto é: é preciso dizer não àqueles que pretendem determinar/negar democraticamente o Direito à Sobrevivência de outros.
    Isto é, ou seja: os ‘globalization-lovers’, UE-lovers e afins… que fiquem na sua… desde que respeitem os Direitos dos outros… e vice-versa.
    http://separatismo–50–50.blogspot.com/.
    [o legítimo Direito à sobrevivência das Identidades Autóctones]

  • mm

    Há gente q NÃO sabe o q tem NEM a parte privilegiada do mundo em q vive (devastado e antidemocrático,na sua quase maioria ainda -e regressivamente- em pleno séc.XXI)

    OU faz alguma coisa para o transformar, ANTES usando e abusando do sistema (nazi, pois claro),

    q deveriam ir directamente para, por ex., a Coreia do Norte

    …PARA SABEREM O Q É BOM!!!!

Comments are closed.