Minha crónica de hoje no Público: “Chegou o momento de todos os poderes na Europa reconhecerem o óbvio: cinco anos desta insanidade política e económica na União criaram um eleitorado firmemente antiausteridade, mais ainda nos países que mais sofreram. Esse eleitorados não são antieuro nem antieuropeus. Pelo contrário, são cidadãos que querem um modelo de desenvolvimento para os seus países que passe pela valorização, e não pela desvalorização.”

Para ler a crónica completa, click em Tudo em aberto

 

2 thoughts to “Tudo em aberto

  • mm

    Mt bem!

    Um Novo Ano q o seja, em melhores condições, seriedade e sanidade para todos nós e para esta Europa …q seja digna do seu nome e ideal.

  • Álvaro Ferreira de Melo

    Caro Amigo Rui Tavares.

    Como já o tinha mencionado no último comentário, estamos no tempo de viragem. Como responsável por um partido, por mais pequeno que seja, tem obrigação de dar o mote de partida. Como deve ser, um representante de um partido, tem que andar sempre à frente e por isso, como líder, tentar movimentar massas e coloca-las na rua, não para criarem distúrbios, mas sim apoiar novas políticas que se avizinham. Aqui tem uma oportunidade, antes que alguém o faça.

    Eu apoio o Livre, mas tem que me demonstrar que merece a minha confiança.
    Tem que demonstrar que o Livre é diferente dos restantes partidos. Que é um partido que pretende renovar o ambiente poluído do partidarismo de alguns.

    Espero ter noticias do Livre antes e durante o dia 25 de Janeiro de 2015.

    Um abraço Amigo

Leave a comment