A incompetência na gestão desta crise tem sido multiplicada pelo excesso de confiança no mito da competência alemã.

Como é sabido, a crise do euro já deitou abaixo muito governos, e um dos efeitos secundários é que agora começa a haver ex-ministros dispostos a por a boca no trombone. Este domingo ouvi um ex-membro do governo irlandês contar em público, e nem mais nem menos do que na cidade de Berlim, como foi que soube do resgate do seu país.

Tudo começou com um telefonema provindo da alta hierarquia da Bloomberg, serviço financeiro norte-americano: “olha, o teu governo vai pedir um resgate à Europa”, “acho que não vai, não”, “pois eu estou que certo que sim”, “ninguém no nosso governo acha isso”, “não foi o teu governo que me disse — foi o governo alemão”. A Irlanda, como se lembram, pediu o seu resgate, mais forçada que outra coisa.

Outra história que seria bom ver esclarecida é a de como foi decidido o famoso “corte-de-cabelo” grego.Antes do verão passado, um reunião de Conselho deixou em aberto a possibilidade de os investidores em dívida grega levarem um corte de 25%; durante o verão, os bancos alemães desfizeram-se da dívida grega que detinham com uma perda de cerca de 35%; após o verão, quando o Conselho finalmente deliberou, todos os outros investidores perderam metade ou mais. Esta trajetória pôde ser seguida, fragmentariamente, pelos documentos oficiais. O que não existe na União é um órgão de jornalismo de investigação pan-europeu que nos possa dizer o seguinte: alguém avisou os bancos alemães para vender antes que as perdas fossem piores?

Um protagonista desta história acrescentou-me um pormenor significativo: os gregos tinham cálculos feitos para o “corte de cabelo” que foram desconsiderados; também eles viriam a saber pelo governo alemão, de repente e sem aviso, qual seria a proporção definitiva do corte.

A incompetência na gestão desta crise tem sido multiplicada pelo excesso de confiança no mito da competência alemã. É bom não esquecer que, no início, a imprensa de todo o mundo pedia à chanceler Merkel — e não a Barroso, Rompuy, o Parlamento Europeu ou o Conselho — que liderasse. Seria sempre um erro pedir a alguém eleito por apenas um país de noventa milhões de pessoas, por muito poderoso que seja, que resolvesse o problema de 27 países e 500 milhões de europeus. Mas ao fazê-lo, acabou por se criar uma situação em que uma palavrinha do Bundesbank ou um rumor sobre uma opinião da chanceler é suficiente para fazer entrar os mercados em pânico.

Foi isto que aconteceu ontem, quando a Reuters noticiou que Merkel teria dito algo como que “só haverá eurobonds por cima do meu cadáver”. Os juros espanhóis dispararam. Outros jornais dizem que não foi isso que ela disse, ou que a notícia é apenas parcialmente verdade, e que de qualquer forma o testemunho não é direto. Merkel terá evidentemente de esclarecer o que acha. Mas sobretudo, é preciso não esquecer o seguinte: tal como o problema do euro não está na Grécia, a solução do euro não está na Alemanha.

A Alemanha não quer eurobonds? É pena; mas não precisa. De acordo com os tratados, uma “cooperação reforçada” de nove países bastará para mutualizar parte da dívida e uma simples ordem ao Banco Europeu de Investimentos permitirá usar “project bonds” para criar emprego. O euro é um problema europeu, que terá de ter uma solução de dívida europeia, comandada pelas instituições comunitárias e reunindo os países que quiserem avançar. Na próxima cimeira, alguém terá de dar um murro na mesa para o lembrar.

(Crónica publicada no jornal Público em 27 de Junho de 2012)

31 thoughts to “Um murro na mesa

  • Augusto Küttner de Magalhães

    Será muito dificil alguem de facto se entender nesta Cimeira que deverá estar a decorrer.

    Tem-se sempre a ideia de que a proxima Cimeira vai resolver alguma coisa.

    Talvez já há 2 ou 3 anos de Cimeira em Cimeira nada se resolva…até isto acabar…..até ao fim do ano em curso…..

  • Pedro Malaquias

    Boa noite,

    Parece-me mais do que claro que o último parágrafo não foi pensado ou que estamos somente no domínio do wishful thinking. Senão vejamos:
    – A utilização do mecanismo de cooperação reforçada está dependente de uma série de requisitos legais que não se verificam;
    – Desde que a possibilidade existe (Tratado de Amesterdão), apenas foi utilizada com sucesso uma vez (espera-se que em breve haja um novo exemplo com a Patente Europeia), o que demonstra o carácter excepcional da solução;
    – Mesmo ultrapassados os constrangimentos legais, pensar que, com a excepção da Alemanha, todos os países da Zona Euro teriam interesse na criação de EuroBonds (sem um acordo total) é falacioso. Havendo um país de fora (a Alemanha), existiriam outros países que deixariam de ter interesse no mecanismo.
    – Ainda que assim não fosse, qual seria o valor (para o mercado) dos EuroBonds, caso os mesmos não fossem suportados pela Alemanha, quando a maior parte dos países na zona euro estão num estado penoso? Parece-me que só contribuiria para um problema maior…

  • Perdoai-nos ó grande DEUS que és tã GRAND ma nós anonas somos das gregas e logo das pequeninas nã temos kulpa

    A in con apetência para gestores da EURROPA é algo que tem séculos
    É TRADIÇÃO Ó GRANDE TITÃ DO B-LOG do BLOK mais fragmentado que a EU
    ropa nesta crise que tem 500 milhões de inocentes e logo nem um culpado excepto SÓCRATES que era mais GREGO que os restantes GREGOS
    e bárbaros com excesso (iste nã era um grupe musikal?)de con fiança em mythos gregos da con apetência dos bárbaros alemães e alemoas pela dom ou doom minação da eurropa

    O direito ao voto de 500 milhões de inocentes oviamente deveria sobrepor-se aos de 90 milhões de arguidos que arruinaram os restantes e a si próprios

    esta tentativa de não sermos turcos imperiais que querem o império uno e livre de hereges é capaz de ter falhado tanto por falta de demo cracia como por ex-sé su dela

    é que excesso de democracia é cada um fazer o que quer e ninguém ter mão nele
    é democrático um gaijo abater outros 77 porque quer o melhor para 500 milhões de eurropeus
    é democrático alienar e forçar 90 milhões a fazerem o que 40 milhões de Espanhóis e 57 de italianos e 25 de gregos e celtas
    e 10 milhões de holandeses e quiçá uns 55 de galo-romanos

    ASSIS o sacro império romano germânico juntra-se ós 10 milhões de autro-sem húngaros que tamém tão falidos e aos 20 milhões de mercenários romenos e aos vikings e à liga Hanseática

    e vamos ver quem é que cede

    MURRO na mesa yes…con versar com Bárbaros jámé
    são uns brutos só entendem murros na mesa e balas na mioleira

    Como é sabido, a crise do euro já deitou abaixo muito governos,repetitivo isto é copy como bom Asimoviano?

    e um dos efeitos secundários é que agora começa a haver ex-ministros dispostos a por a boca no trombone, ou trompete como Clinton que também punha outras coisas na boca de outras pessoas porque era um democrata e uma das funções de quem tem a maioria dos votos é fazer o que é melhor para ele que é o melhor para todos obviamente

    Este domingo EU DEUS GREGO ouvi um ex-membro dos DEUSES CELTAS CAÍDOS EM DESGRAÇA contar em público…na ÁGORA agora e nem mais nem menos do que na cidade-estado de Berlim, como foi que soube do resgate do seu país das mãos das HARPIAS da FiNa NAN S.A. da HANSA

    Tudo começou com um telefonema provindo(a sério)? da alta (nunca é da baixa ao menos um desgraçadinhe que fique na histéria sem ser por ter feito um rombo de mil milhões na banka ou cousa assis) hierarquia da Bloomberg, outro nome alemão ou alemão-hebreu dá na mesma, é o priorado do Sião a meter a mão no bolso dos inocentes

    Olha pá (Aquilo é tu cá tu lá com esta maralha PROVINDO donde vem os deuses são ASSAZ PRO VIN CIA ANNUS), o teu..(QUE AQUILO É COMO OS BLOGUES o QUE É De COISAS insubstanciais passa a ser de ALGUNS) governo vai pedir um resgate à Europa (ESSA GAIJA MÍTICA QUE RESGATA DEUSES CAÍDOS E FICA POR BAIXO DOS DEUSES IN”,
    DIZ o ex-DEUS CELTA com sotaque brasuca-“acho que não vai, não”,
    DIZ O DEUS GERMANO-AMERIKANO-HEBREU-“pois eu estou que certo que sim”,
    E DIZ O DEUS INFALÍVEL “não foi o teu DEUS que me disse — foi o DEUS alemão e ainda por cima disse que me dava uma nota de 20 eurros”.

    OBVIAMENTE QUE OS DEUSES SÃO PUROS E NÃO JOGAM SUJO

    SÓ DIZEM A VERDADE ABSOLUTA

    FOMOS FORÇADOS SE NÃO NOS TIVESSEM FORÇADO

    AS CASAS DE 400 MIL EURROS EM DUBLIN 2006

    QUE SE COMPRAVAM POR 200 mil em 2002

    e se vendiam por 299 mil já em 2008

    em 2009 valeriam 499 mil

    A Irlanda, como se lembram, pediu o seu resgate, mais forçada que outra coisa….claro devia era ter deixado cair o ANGLO-IRISH
    mas aquilo tinha ANGLO no nome
    E DEUSES CELTAS colonizados por DEUSES GERMANOS
    têm muito respeitinho pela LIBRA que já foi deles

    E DOS DEUSES ANGLO SAXõES do SUSSEX do SUSEXO DO EXcesso ou du SAXE
    ou do SAQUE ou do SAQUÉ tante fax

    Outra história da CAROCHINHA ou DA LENDA GREGA que seria bom ver esclarecida é a de como foi decidido o famoso “corte-de-cabelo” grego.
    SEU TAVARES GoSTEI MUYTO DA SUA LENDA PERSONALIZADA

    MECÊ É DEUS BACANA MESMO…

    AQUI NÓS GREGOS DIZEMOS BARIL

    mas dá no mesmo
    a culpa é deles logo con versar com eles jámé

    o nosso Banco estava a 12 milhas da costa

    eles acertaram nele com uma pressão de ar

    e mandaram-no abaixo

    se não fossem eles agente nadava em libras ou drachmas ou liras turcas no fundo no fundo tante faz..

  • é só Palha bom povo é só palha é azar estarmos no verão deita fumo mal cheiroso é melhor queimá-la

    cá por mim ó meu senhor e amo
    deveríamos dar-lhes um murro na boca e montar-lhes as mulheres
    a maioria dos piratas acha que sim

    murros na mesa isse é pra gente fina quainda tem mesas…

  • é só Palha bom povo é só palha é azar estarmos no verão deita fumo mal cheiroso é melhor queimá-la

    De resto se vossa excelência acha bem, eu junto agora aqui uma flash-mob enfastiada de ver palha e não poder deitar-lhe fogo e vAMOS DAR UM incêndio à eurropa que nem a rússia ou a amérika tiveram um tão grande e conseguem apagá-lo…

    Vamos incendiar berlim e ósdespois pegamos fogo ao resto da eurropa

  • Πᾶν é grego panikoi terror são seus atributos reformar jámé, imprimir e em força

    A Junta de Afundação Eurropeia manda dizer que o camarão inglêis quer salvar a libra afundando o eurro e o resto da eurropa

    ele acha por bem salvar primeiro o império britânico

    UM BLOGUE PARA EGOMANÍACOS E OUTROS MANÍACOS MENOS ESPECIALIZADOS
    torstai, 28. kesäkuuta 2012
    QUANDO AS HISTÓRIAS DA CAROCHINHA FICAM HISTÉRICAS FAZ-SE HISTÓRIA

    acho que é uma citação de Churchill
    Se a gente lhes dá um murro nos dentes eles ficam logo finos

    Um da alta hierarquia do Chase ou do JP Morgan ou doutro qualquer disse-me que o governo eurropeu não se safa

    e eu fazia por bem comprar obrigações da dívida norte-americana

    também têm obrigações japonesas

    e até chinesas se o camarada for esquisito

    aconselham também suiças com 0,5% de comissão

    também vendem russas turcas brasukas

    a carta vem assinada e tudo

    (o Kamarada nã recebeu nenhuma lá dos lados do império do meio

    dê-me o seu mail queu mando-lhe 115 das minhas ou 112

    ou 911 tante fax é só palha

    mas da celulose fazem-se notas

    coisas virtuais como os boatos mas que valem ouro

    e votos muitos votos em papel feito de palha..

  • São canhões? Sabem mesmo a manteiga

    É muito triste um deus grande como vós, a dar espaços virtuais para esta canalha poder alambazar-se com palha, que nem enche nem endoudece em grã maneira poys a palha nã tá inteira
    é como a cimeira
    fragmentada
    nasceu atrasada
    e nado-morta
    cimeira torta

    NUM PAÍS AFOGADO EM MOSCAS HÁ QUEM DESISTA E QUEM ASSISTA TODAS AS MOSCAS SÃO ÁGUA CARBONATADA
    fimmtudagur, 28. júní 2012
    Ó DEUSES DO Ó LIMPO QUE FAZEIS DO VENTO CIMEIRA E DO TORNADO BANDEIRA QUE NÃO NOS SERVE MAL NEM BEM A NÓS MARALHA PARA MORTALHA Ó DEUS CANALHA
    ó deus…canalha somos agente
    demente
    por ter a barriga inchada
    fadada
    a comer palha
    nolite vanitatis debemus con fidere de tudo que ouvimos
    in manibus ventorum
    diz a ralé greco-romana

  • Augusto Küttner de Magalhães

    Impossivel ler este comentarios, fica-nos a qualidade do Rui Tavares.

  • é só Palha bom povo é só palha é azar estarmos no verão deita fumo mal cheiroso é melhor queimá-la

    Ler este comentarios é de facto impossível que tal como sável leva
    acentuação
    Ler estes comentários, já será mais…como a tal cimeira

    Uns fingem que dão murros na mesa
    Outros fingem que têm medo da mesa
    A mesa finge que não é masoquista e que gosta é de apanhar
    E a qual idade do tal Tribuno do senatus et populusque romanum acenando à plebe…vejam o que se con segue quando batemos nas mesas
    Ficam logo finas
    E de mesa em mesa e de fina em fina a hansa hanseática desfralda as bandeiras e junta-se aos vikings e à ordem de Malta ou da Malta
    no fundo no fundo tanto fax

    Estes con mente ário.. só têm 6 linhas legíveis ou árias
    In poss fusível ler este ários yes agente jah percebeu
    há que poupar letras e assentos que vem lá mais uma greve de trans portes pagos

    Agente dá murros na mesa e a mesa dá-nos logo o jantar
    Poste Escripto Santo vulgue PS: Só funciona com mesas mágicas…

  • é só Palha bom povo é só palha é azar estarmos no verão deita fumo mal cheiroso é melhor queimá-la

    tal como este comentarios

    a mesa finge que não é masoquista e gosta é de apanhar

    é aparentemente in corre rectum

    mas este comentarios está certo porque é um que é legião

    e a mesa é esquizofrénica

    umas vezes finge que não é adepta do masoch

    outras vezes revela a sua natureza primitiva

    só dá quando os corsários e o ali bábá lhe afinfa em cima

    a mesa é de boa Madeira nazionale tá muy bien acostumada ao trato com políticos

  • é só Palha bom povo é só palha é azar estarmos no verão deita fumo mal cheiroso é melhor queimá-la

    lhe afinfa está certo…pois afinfam pressupõe que os 40 corsários do ali bábá existiam…o que é falso Ali embolsava os subsídios de reinserção social deles todos apesar de inexistentes metia as receitas de ansiolíticos e de outras farmacopeias a render x 40 e inda votava 40 vezes juntamente com os mortos em muita freguesia

    Ali bábá não votava era abstencionista con vito ou con vitinho

    A mesa é de boa Madeira seja um ou seijam mile a távola arredondada assis pó bicudo aguenta todas as cavalgaduras com arma dura ou sem

    Bom bom bom é bater na mesa
    Geralmente elas não dão troco mas dão trocos…
    ficava bem uma bírgula antes do mas..
    …mas tou entretido a bater na mesa…

  • Só Para N.E.E's-Nexexidades Elucidativas Especiais

    A Linguagem é a quilo que nos divide e desumaniza
    SE o excelentíssimo eurrocrata, pensa que os 2 milhões e picos de milhões da economia anual alemã são uma cornucópia inexgotável ou uma távola redonda que serve 1 refeição a cada nanosegundo, desengane-se, pois a Alemanha vale apenas umas 8 dívidas gregas e têm já 4/5 do seu produto hipotecadas pela própria dívida, pressupor que a Escócia é o Irão Eurropeu e a Noruega é a Arábia saudita da ditta cuja, também revela tiques de pintor austríaco.

    Nem a eurropa tem capacidade para se lançar à conquista e domínio mundial, nem tem dinheiro para armar um exército e tem de viver à sombra do gás do colosso russo (agora com menos mercúrio), por isso quem vê a salvação da eurropa através de pugilato numa pobre e indefesa mesa, quiçá feita na capital do móvel, que o faça…

    Quem vê no diálogo e na pedincha uma estratégia melhor para aguentar o colosso de rodes arruinado, como atração turística mais uns anos que o faça

    Agora o resultado é o mesmo, a eurropa como um todo (os 5 milhões de km2 que ficam fora do controle russo), continente de telemóveis
    made in finlândia ou china e com ar condicionado alemão ou indiano,
    está condenada pouco a pouco a perder a dinheirama que os seus colonatos lhe emprestavam a baixos juros..

    A commonwealth foi boa quando o pessoal do Zimbabué não se importava de receber umas rendas dos seus proprietários eurropeus
    mas infelizmente os chinocas começaram a comprar terras…ali ao lado e até povos na Idade do Ferro viram nisso uma oportunidade de criar um capitalismo primevo…

    É claro que a Alemanha pátria de Marx pode salvar a eurropa da ruína, com a ajuda de outros Nord’s Lord’s, mas infelizmente só tem guito para a salvar às fatias

    A solução do Eurro não está na Alemanha de facto, anda pela Ásia e ficou sem bilhete de volta devido à greve da TAP…

  • Augusto Küttner de Magalhães

    Ainda e sempre comentarios que não dão para ler……………….

  • Só Para N.E.E's-Nexexidades Elucidativas Especiais

    Bolas, N.E.Especiais mesmo pô
    O dinheiro alemão não chega para os pedintes austríacos, pá e os alemães têm 83% de dívida deles.
    Mais simplex do que isto, só se for por linguagem gestual.
    eu cá desenho mal…sei lá aprende a tabuada…

  • Floribela

    Alemão mau tá quase tã falido como as telenovelas da SIC.
    Guito pa emprestar a mim só se mamãe der patacas.
    Comentário leva assento como os da carris.
    Acentuo que és repetitivo à brava.
    Lamentamos que tenhas sido o último paciente do Egas Moniz.
    Tamém andaste com um cartaz a dezere que o Carlos Cruz era inocente?
    Tá-me a parecer que sim…………………+….-…=???!!!
    —…—salvem este gaijo por amor de zeus…

  • Augusto Küttner de Magalhães

    Pouco , como seria de esperar nesta Cimeira, mas um pouco mais do que nas anteriores!

  • Ana de Alfa e Beto Tuga

    E que tal um murro nas nossas próprias cabeças, Kabala e reestrutura neuróneos?

  • Fernão Mendes Pinto

    A camarada Ana e o camarada Magalhães têm razão, reestruturar os neurónios e outros erróneos neuro neo’s é preciso é urgente uma política diferente.
    Assim peço ao camarada e ao camarada travesti, ou camarada matrafona, que me emprestem aí as vossas reformas a juros de 1%, eu prometo que as devolvo todas daqui a 10 anos, ou 20, ou 30.
    Referências?
    Ora, estive muitos anos na china a vender eurobondes feitos a martelo, eles davam-me a prata e eu reestruturava-lhes os neurónios à martelada até eles a darem toda.
    O juro dos eurobond’s era pago em 007’s, com ordem para foder aquela maralha toda.
    Funcionou bem durante uns vinte anitos, mas depois os invejosos dos holandeses começaram a vender um produto mais atractivo.

  • My name is Bond, James Eurobond

    Em português diz-se bunda, que apesar de tudo é preferível a dar murros na cabeça, que rendem pouco, uma vez que o pessoal anda teso e se isso os faz ficar mais moles, é por pouco tempo.
    Assim proponho mutualizar as minhas dívidas, não com vossas cabeças,mas com a parte terminal do sistema, que o mercado das cabeças anda em baixo, com muito caçador de cabeças do Bornéu a emigrar para a Síria, para conselheiro civil dos revoltosos incivis.
    Pagamos 10% a 12% ao ano de tudo o que ganharem e para não andarem a pensar em mamar nas tetas da Merckel, damos uns biberões Made in China cheios de ftalatos coloridos na tetina.
    Kabala não damos, que não somos a máfia romena.
    Aceitamos cheques visados a todos os que se queiram inscrever nesta profissão de futuro.

  • non non non ce n'est pas bondage ça, parbleu

    lundi 2 juillet 2012
    ET SI DIEU ÉTAIT UNE FEMME?ET SI LES PRIMIÈRES REPRÉSENTATIONS DIVINES DE DIEU AVAIENT AS TETAS DA MERCKEL? FICÁVAMOS MAIS TESOS NA DITA DURA OU MAIS FINOS NA DITA MOLE?
    Après plus de PLUSIERES cents et centimes de dimanches et de samedis

    et quelques vendredis avec Robinson Cruz ué.. ou Clusuéou Cus o é

    consacrés à parler de spiritualité et d’entretiens issus de toutes les disciplines, parler é preciso naveguer n’est pas preciso

    pré siso c’est un molar…

  • Ana de Alfa e Beto Tuga

    Volte à casa partida sem receber 2000 dólares.

  • Augusto Küttner de Magalhães

    Ana estou consigo,

    Augusto

  • non non non ce n'est pas bondage ça, parbleu

    Augusto a gente tá con tigo
    Mas con a Ana não cagente nã é desses
    Inda sa Ana tivesse em melhor estado do ca Belle Dominique
    e memo assis

    mim batia na mesa mesmo…

    me monti vai e bata na mesa…disse Merckel

    e monti montou e bateu na mesa…que por acaso era italiana

    que a capital do móvel infeliz mente nã fica num burgo do norte

    somos tã pequeninos que ficamos sempre debaixo da mesa

    excepto aquela senhora turca do FMI que era tão educada

    que ficava debaixo da mesa a auxiliar nosso deus da guerra

    é que hÁ PESSoas que sabem qual é o seu lugar

    quem são esses gajos do FMI e da Troika para darem con ferencias de imprensa eles que não têm vidas extra-ordinnaires

  • Augusto Küttner de Magalhães

    E que tal sacodam nas nossas próprias cabeças, Kabala e reestrutura neuróneos?

  • Relvas com açúcar agora em apenas 385 episódios

    Sacodam? Que saco pô?

    Sacudam? tamém nã dá que ninguém quer sacudir as cabeças dos outros

    em geral claro está?

    Kabala num sei…a kaaba tá fechada pra obras e ka bala meu só na síria com libanês vindo do Brasil em férias

    Os neurónios não se reestruturam

    podem é estabelecer novas ligações sinápticas

    é raro a partir de determinada idade

    mas à bala por vezes resulta…mas só numa percentagem diminuta

  • Augusto Küttner de Magalhães

    SACO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Até Manel José Se Passou dos Gregos Para Os Persas e Medos

    Saco? Azul?

    Quero dois

    Se forem da Fátima Felgueiras não quero nenhum que já estão vazios

    Não abane a mesa mais cagente quer ver se come…

  • Augusto Küttner de Magalhães

    Não abane a mesa mais cagente quer ver se come… a ver-se ao espelho? Hein?

  • Era uma guerra? E eu pensava que era a entente cordiale?

    ao espelho nesta crise?

    já foi vendido ós romenos

  • Augusto Küttner de Magalhães

    ós romenos, …..where???? when????

  • Lenco

    Super artcles

Leave a comment