Só a incompetência desta gente nos permitiu perceber que coisas destas se estavam a passar. Só a nossa incompetência nos impedirá de pôr a casa em ordem.

Portugal tem um governo cujo “número dois” liga para um jornal — este jornal — ameaçando publicar anonimamente informações sobre a vida privada de uma jornalista, ou não? Esta é a pergunta essencial a que é preciso responder quanto antes. Se a resposta for afirmativa, o primeiro-ministro deve demitir Miguel Relvas, ponto final parágrafo.

Para responder a esta questão, temos de um lado os comunicados do Conselho de Redação e da Direção do Público, que tratam esta ameaça como questão de facto. Do outro lado, temos emails e documentos enviados pelo ministro Miguel Relvas à entidade reguladora para a comunicação social (ERC), que tratam de outra coisa diferente (a sua opinião sobre a relevância e oportunidade da investigação jornalística em curso, que não vem para o caso).

Como se vem tornando hábito, porém, é bem possível que o país acabe querendo responder às perguntas que não importam, caindo na armadilha dos pormenores irrelevantes, com os quais a ERC será incapaz — como no caso Pedro Rosa Mendes — de provar um nexo causal claro, e o governo aproveitará para — como já fez — declarar o seu homem inocente.

Mas o ar é pouco respirável.

Tudo isto começou, é bom não esquecer, com as secretas vigiando as comunicações privadas de um jornalista, Nuno Simas, por este as ter investigado. Depois descobriu-se que as secretas chegaram ao ponto de investigar a vida pessoal de um cidadão comum, a pedido de um ex-agente. Cavando um pouco mais fundo, ficou claro que um ex-dirigente das secretas estava no centro de uma rede de partilha de informações entre o mundo empresarial e o político.

A isto junta-se um ministro com uma estranha intensidade e criatividade nas suas relações com a imprensa. Nunca ficou claro se não teria sido Miguel Relvas a inventar o famoso programa transmitido de Luanda que foi criticado por Pedro Rosa Mendes antes de ser despedido. E agora é-nos dito por jornalistas em lugares de responsabilidade que este mesmo ministro não se detém diante de ameaças de devassa da vida privada para obter os seus propósitos.

Juntando o que está nos dois parágrafos anteriores, há justificação para um sentimento de descrença e desconfiança por parte dos cidadãos. As ameaças de um ministro seriam vagas caso não houvesse forma de garimpar a vida privada dos cidadãos — mas há, e sabe-se que foi usada. E essas informações da vida privada não seriam mobilizáveis caso não chegassem ao ministro. Mas foi já provado que o ministro recebia informações do ex-dirigente das secretas, ficando apenas por saber a extensão e e natureza das relações entre estes dois homens, o que era precisamente o objeto da investigação da jornalista Maria José Oliveira cuja publicação o ministro alegadamente tentou impedir.

Só a incompetência desta gente nos permitiu perceber que coisas destas se estavam a passar. Só a nossa incompetência nos impedirá de pôr a casa em ordem.

Mas a verdade é que um país que vive neste ambiente já não pode considerar-se completamente livre.

(Crónica publicada no jornal Público em 21 de Maio de 2012)

17 thoughts to “Espertezas portuguesas

  • JOSE MARCELINO

    SERÁ Q ALGUEM TINHA DUVIDAS SOBRE AS REAIS INTENÇÕES DESTES TIPOS ???
    TALVEZ OS INGENUOS PENSASSEM
    GOSTAVA QUE PUBLICASSEM AS SUAS INTERVENÇÕES QUANDO OPOSIÇÃO NA AR

  • Chico pôco esperte....

    Só a incompetência desta gente nos permitiu perceber que coisas destas se estavam a passar….atão nunca tinha arreparado nas obras faraónicas ali ao lado do mosteiro dos jerónimes ? a derrapagem no cubo da cultura a monumentalidade das caixas que são de todos menos dos depositantes que se espalharam qual polvo por toda a terreola e apoiaram toda a merda e festa estudantil?
    nunca viu as auto-estradas e os portos vazios de navios assoberbarem-se nas barbas dos barbudos

    o país encher-se de cafés e stands de vendas de carros e videojogos

    de ass e sores e ass e sorias e fratrias várias em loggias de con’s ul thor’s bariados e avariados

    de loggias de advogados que blindavam blindagens birtuais?

    Só a nossa incompetência nos impedirá de pôr a casa em ordem….ó filho até agora impediu né?

    Portugal tem um governo cujo phoder é tão pouco que só faz bullying ós mai frakes que nã têm frak….

    e tem umas cidadelas do autarca tan grandes quinté fazem franchising de palácios da coltura de 8 milhões a deitar abaixo e alevantar a seguir

    e juntas tã juntas que 2 milhões de razões as nã separam

    Põs se bossa incelença só agora biu alguma cousa

    adevia ter mudado de lentes há uns 40 anos ….

  • a li berdade é incunômica?...chiça

    Mas a verdade é que um país que vive neste ambiente já não pode considerar-se completamente livre….atão dantes o pays era livre e só as gentes sem guito é queram escravas?

    pôrra isse dá um porradão de gente

    atão os senhorios antes do binte e cinque dabril eram libres e ódespois ficaram prisioneiros dos inquilines?

    agente é simples nã phodia pôr as metáforas e essas cousas gregas com um pouco mais de azeite ou de oil prágente aperceber se joga no eurromilhões ó nã?

    sos gregos já ganharam um porradão em perdões ao estylo africano mas amodos quem grande

    isse quer dizer que tão mai livres?

    já houve imprensa livre ódespois da censura acabar?

    ou era mai livre quando tinha menos cheta e mai medo?

    iste de li berdade ache que nã rima com siglas

    seijam erc’s ou orc’s….acho que os hobbits lerpam todos

  • Augusto Küttner de Magalhães

    Mais um caso em que nada vai acontecer! Em que temos o Manuel Carvalho a dar a cara e mesmo assim vai tudo como sempre ficar na mesma!!!!!!!

    E não são escutas, sem um minimo de interesse e conteudo, de Socrates a Cavaco!

    E vai ficar tudo igual!!!

    Porquêêê??????

  • viktoria de samotracia nã é maneta?

    em verdade vos digo que se queimardes as relvas em auto de fé e as inspirares os amanhãs cantarão e as tardes ficarão brilhantes

    nunca haverá nenhum papa doc ou papá smurf a dar cabo do jornalismo

  • Entidade Supernatural de comunica à são

    oi são tá rolando por aí?

    como diz papa smurf do partido dos smurfs com muitos S:S:s ao leme e outros no tombadilho ou em Paris se as gentes os processa eles calam-se ou ficam finos uma cousa assis

    corruptos emaudios funda nações mações?

    mações? gentes de mação?

    afundanços em fundações muito fundas?

    miragens como as do freeport

    o freeport é só pra freemasons de ajuste directo?

    ou o pessoal das câmaras tamém aperta com eles

  • E os eurrobondes alemães andam a 0,07%?

    É interessante que 38 anos de jornalismo livre e investigativo tenham produzido muito menos que 150 annos de pasquins sob censura, 300 mil milhões de eurros e seus equivalentes em donas marias e pintores de parasitismo variado e de pornochanchadas várias na miséria nacional apagam-se a troco de uns robalos e dumas relvas ocasionais.

    Sim os angolanos aquela cleptocracia denunciada pelo jornalista indómito, felizmente o indómito jornaleiro nunca se debruçou sobre a dita cuja cá do burgo…angola sempre foi nossa

    já este quadradinho rectangulóide sabe-se lá de quem é
    jorna lista e jor-el sabe ma nã pia

    são relvas senhor são relvas…

  • date obolum Belisario

    Voça excelência tem Oboloi de razões se não fossem as Relvas e ervas daninhas isto seria o jardin do éden (hoje loja maçónica? do cidadão)do jorna lisboismo nacionale

  • date obolum Belisario

    2012 m. gegužė 23 d., trečiadienis
    A ESTUPIDIFICAÇÃO NAZIONALE FEZ-SE POR SALTOS OU FOI EM MARCHA LENTA?SÃO RELVAS SENHOR SÃO RELVAS
    SE O JORNA LISTISMO ELITISTA PORTUGUÊS CALOU E COMEU

    ENQUANTO DAVA UMAS ALFINETADAS

    EM REGIMES VÁRIOS CENSURATÓRIOS DE ORATÓRIOS OU LOJAS TANTO FAX

    HOJE ABESPINHA-SE COM CASOS MENORES

    GRITA O QUE QUER GRITAR E CALA O QUE LHE CON VEM-ME AO BOLSILO

    A GUERRA ECONÓMIKO COLTORAL DO EURRO ENTRA NO ANO X

    DUROU MENOS DO QUE MUITAS OUTRAS GUERRAS E PARECE ANDAR NOS FINS

    MAS ISSO INTERESSA POUCO

    A MARTELADA NA CABEÇA DA JORNA NA LISTA DAS MAMAS GRANDES

    A AMEAÇA SOBRE A VIDA PSICO-SEXUALIS OU OUTRAS PRÁTICAS PARAFÍLICAS

    DE OUTRA JORNA NA LISTA É ALGO IMPENSÁVEL DE DEIXAR PASSAR

    POIS É UM ATENTADO CONTRA A CORPORAÇÃO DOS GAIJOS E GAIJAS

    PORTADORES DE CARTEIRA PRÓ FISSIONAL A URÂNIO OU PLUTÓNIO

    E COM UMA DESTAS MASSAS DE TU MATES NA ÉTICA E DIANÉTICA IMPOLUTA

    CON QUE NOS SERVIRAM DURANTE ESTES 38 ANOS IN CENSURÁVEIS

    EM QUE NOS REVELARAM TUDO TUDO

    O QUE INTERESSOU REVELAR

    VII VA SANCHO PANÇA E A SUA MULA REMINGTON STEELE

    Pranešimą parašė Hollande tá a dar show sem relvas nem turf club

    e o jorna nas listas bebe comme se fosse Jé ou Vá

    dedica-te à pesca do tamboril como os jorna nas listas islandeses

    sempre é mais limpo…e menos só na é….

  • date obolum Belisario

    Isto diz Hollande claro cagente tem muito respeitinho pelas máfias jornalísticas e das dos relvados

    agente oubiu dizer agente jura que nã sabe de nada
    bossa incelência señor doutor enfgenhêro de paroles e paroloe deputado dos quatro costados e dos sete marres do eurro

    agente é simplex tem debaneios e oube bozes

  • Augusto Küttner de Magalhães

    Que complicados que sois!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Des.pertan.dinha

    ê cá goste de oubire
    falar a quem tante sabeu.

    Mas falar falar só nada resolbe, penso eu.

    Lá em cima todos falam a gozar-nos na cara,
    e o homem das falácias foi estudar filosofia.

    E.de.puta.dos temos tantos
    a sugar-nos os costados
    e ninguém que de facto mande e governe, só quem se governe a si, sugando-nos, a nós encostados, comendo-nos bebendo-nos a todos, crus ou cu.zinhados, comendo tudo

    como diria o Zeca

    de tal forma que para lado que se olhe só se vê deles —
    maçãs presas na árvore dos podres,
    e nós presos no ar livre à mercê dos abutres.

    E não se pode exterminá-los?

  • date obolum Belisario

    Exterminar as relvas e ervas daninhas que dizem que disseram que queriam dizer ao jornalismo com que fazem cafunés e que por vezes se xateiam

    ou exterminar os jornalistas que nem revelam as práticas sado-masoquistas que praticam com os políticos para venderem carteiras de interesses e irem subindo nas lojas e concelhias?

    pôrra é muita gente pra exterminar

    e ódespois recrutar e treinar gente pra fazer o mesmo?

    gasta-se duas dívidas externas nisse mesmo em cursos CNo’s

  • O Relvas das Selvas vivia feliz nas selvas do relvas alegre petiz

    mas rato xéxé e cabra choné

    as cunhas roeram

    na selva do relvas

    e o relvas das selvas

    nas selvas abateram

  • O Relvas das Selvas vivia feliz nas selvas do relvas alegre petiz

    imprensa Isenta é uma ap do Iphode ou do Ipedepede?

  • date obolum Belisario

    Imprensa Isenta vem com brinde ou com desconto de 50% no cartão do partido?
    jornalista I senta é a que recebe in for mações sem necessitar de se por de joelhos?

    o jargão jorna liste o quê…. é tã evasivo

  • Augusto Küttner de Magalhães

    E vamos ter que aguentar ainda mais com a Relva??????

    Porquêêê????????????????????????????

Leave a comment