Conforme prometido há dois meses, eis uma lista de vinte escolas de aldeia (de “suco”) no Distrito de Baucau que precisam de duas coisas simples: um dicionário (de preferência ilustrado) e uma gramática de língua portuguesa. Aquelas que têm um asterisco ao lado do nome já estão atribuídas, as outras estão livres.

Por favor enviem um mail para livrosparatimor — arroba — gmail.com se quiserem ficar com uma escola à vossa responsabilidade. Como habitual em Timor, esta experiência vai ter uma parte de aventura (não há carteiro para levar estes livros às montanhas e às zonas rurais, onde vivem a maior parte dos timorenses, e onde chegam menos livros) e vamos tentar testar as melhores soluções de entrega até servir estas vinte escolas. Também em Portugal vai ser preciso explicar nos correios que vamos usar uma tarifa especial, quase desconhecida, e muito incompreendida, para enviar livros para Timor-Leste.

As instruções chegarão pela volta do correio. Se tudo correr bem, voltamos a tentar com mais vinte escolas. E depois mais vinte.

1.    EPP 07 Buibau*

2.    EPP 09 Belavista*

3.    EPP 02 Teulale*

4.    EPP 03 Gariuai*

5.    EPc Samalari*

6.    EPC Sao Domingos Savio*

7.    EPC Uailili

8.    EPP Daytula

9.    EPC  Uatowa’a

10. EPP 11 Vila Nova Baucau

11. EPP Dare-Gata

12. EPP Ague

13. EPP 04 Buruma

14. EPP 08 Caibada Makasae

15. EPP Uaimanuboe

16. EPP Leqeracabuu

17. EPP Macalaku

18. EPP Yatua

19. EPP Kaisidu

20. EPC Baoli

 

3 thoughts to “Livros para Timor-Leste — um teste

  • Teresa Féria

    Caro Rui Tavares,
    Posso responsabilizar-me por uma das escolas.
    Aguardo as suas indicações sobre o modo de proceder.
    Cumprimentos,
    Teresa Féria

  • Helena Rodrigues

    Os livros para Timor beneficiam de uma taxa especial de 2,40 euros até 2kgs, mas é preciso insistir em muitas estações de correios que desconhecem este protocolo.

    Há tempos foi lançado um apelo peor uma professora de língua portuguesa em Dili que os recebia na Embaixada. Funcionou lindamente, segundo testemunho da própria.

    Para Baucau, certamente que os jovens da NaTerra irão dar uma ajuda!

  • jacinto machado

    Parabéns pela iniciativa.

    Traduz uma contribuição necessária para quem recebe e gratificante para quem a proporciona.

Leave a comment