O Rodrigo Moita de Deus foi constituido arguido, e o Henrique Burnay levado para a Polícia Judiciária, por causa do caso da troca de bandeiras a que me refiro no post abaixo. Sim, eu sei, quebraram a lei ou as leis, duas ou três delas, e sabiam que pelo menos isto lhes poderia acontecer. Mas onde há lei deve haver inteligência para a aplicar, e isso inclui admitir uma acção política que não foi violenta, não deixou vítimas, e teve uma saudável dose de nonsense. Eu gostei de ouvir o Hino da Maria da Fonte, cantado pelo libertário Vitorino, no vídeo dos rapazes monárquicos. Where there’s law there’s leeway — onde há lei há folga, diz-se em inglês. Independentemente das considerações que faço sobre a acção deles no post abaixo, — como verá quem ler o que escrevi, não estou aqui a defender “camaradas” — espero que o sistema judicial saiba entender essa folga, sem a qual uma sociedade começa a perder a humanidade no meio do legalismo.

One thought to “Deixem os rapazes em paz”

  • paletadesonhos

    O sistema judicial Português não têm dado provas credíveis … o cidadão comum não se sente “defendido” quando se depara com a sua arbitrariedade
    Sente-se por aqui a falta de comentadores femininos … será dos temas abordados … hum , não me parece … fica a questão
    😉

Leave a comment