60 mil polacos numa marcha de extrema-direita. Porquê?

“Se diminuir a taxa de desemprego ou manter uma sociedade culturalmente homogénea fizesse desaparecer as razões para alguém ser de extrema-direita, haveria sessenta polacos, e não sessenta mil, em manifestações destas. Enquanto a esquerda e a direita democráticas não perceberam que ideias se combatem com ideias, e que ideias nacionalistas, racistas e xenófobas se combatem com ideias cosmopolitas, anti-racistas e universalistas, continuaremos a procurar desculpas para não agir enquanto o perigo que já mergulhou a Europa em várias tragédias continua a crescer à frente dos nossos olhos.”

O texto completo da minha crónica de hoje no Público pode ser lido aqui.

0 Respostas a “60 mil polacos numa marcha de extrema-direita. Porquê?”


  • No Comments

Deixar comentário