Arquivo diario para June 22nd, 2017

A desforra dos “cidadãos de nenhum lugar” [texto integral]

Pintura: Dai Dudu, Li Tiezi e Zhang.

 | Do arquivo Público 14.06.2017 | Na passada quarta-feira sugeri que a rainha da Brexitânia, Theresa May, ia nua e que a única questão era saber quando alguém iria reparar. A resposta chegou na madrugada do dia seguinte. Os resultados eleitorais comprovaram a perda de maioria absoluta pelos Conservadores britânicos, a partir de agora dependentes dos sectários protestantes unionistas da Irlanda do Norte. É uma Theresa May sem peso negocial que se apresenta agora perante Bruxelas, perante o parlamento britânico e até perante Belfast, ou melhor, perante os bairros protestantes da capital norte-irlandesa.

O governo britânico, com o contra-relógio do Brexit a contar inexoravelmente, desejava ir para as negociações em Bruxelas com uma braçada de exigências incompatíveis entre si. Por um lado, dizia querer uma saída radical da UE, — a não ser quando lhe dava jeito um acordo feito à medida para benefício de Gibraltar, para a Irlanda do Norte, e para manter os refugiados encurralados do outro lado do Canal da Mancha, em Calais, na França. Por outro lado, queria sair do mercado único e da união aduaneira europeia, — a não ser quando se tratasse de manter acesso privilegiado ao mercado único para as suas exportações. Desejava acabar com a liberdade de circulação, mas sem atrapalhar a vida dos reformados britânicos no Sul da Europa, que têm acesso aos sistemas nacionais de saúde locais. Não obedecer a sentenças de juízes europeus, mas manter os “passaportes bancários” para a finança londrina. May e os seus ministros gostariam evidentemente de manter a lucrativa indústria de compensações da zona euro, que vale quase um bilião (não é engano: um milhão de milhões) de euros por dia… situada fora da zona euro. A certa altura, Continuar a ler ‘A desforra dos “cidadãos de nenhum lugar” [texto integral]’