A Europa há 75 anos: parece que foi ontem

“O ano de 1941 foi o último em que Hitler esteve a ganhar a guerra; 1942 foi o primeiro em que a guerra esteve perdida para a Alemanha nazi. Essa viragem fez com que “solução final” deixasse de ser um eufemismo e passasse a ser, no tempo que restasse de guerra, um objetivo com método […]

Ler mais
Explicar o neo-passismo

A crónica de hoje no Público é sobre o revelador discurso do Pedro Passos Coelho na festa de verão do PSD. “Numa terceira explicação, talvez seja apenas a reação perante um diabo que era esperado e que afinal não veio. Se assim for, devemos ter medo, muito medo. Por cada ponto a mais de crescimento […]

Ler mais
Brasil: o galinheiro é das raposas [texto integral]

 |Do arquivo Público 04.08.2017| Há um verso do hino brasileiro que chama ao país “impávido colosso” — uma boa descrição do país nos dias de hoje. Já não estou tão certo sobre o verso seguinte, que diz: “e o teu futuro espelha essa grandeza”. Impávido colosso, sim, que impotente viu 263 deputados votarem para impedir a […]

Ler mais
Povos promíscuos

“Contrabando de produtos, contrabando de pessoas. Durante a Guerra Civil de Espanha, estas aldeias raianas receberam republicanos espanhóis refugiados ao franquismo, e por ali os deixaram ficar. Após a IIª Guerra Mundial, quando estes refugiados começaram a fazer planos (e a comprar armas) para restabelecer a democracia espanhola, as ditaduras ibéricas juntaram as forças e […]

Ler mais
Uma conspiração de espertos

Uma conspiração de espertos – A minha última crónica da semana no Público. “Ambas as candidaturas oriundas do mesmo grupo parlamentar municipal foram, portanto, invalidadas pelo tal juiz próximo do presidente da câmara. Mas para lá das suspeitas agora lançadas pelo juiz, também seria interessante saber mais sobre o mérito da decisão, que repousa sobre […]

Ler mais
Os populistas não querem saber do povo

A minha crónica de hoje no Público: Os populistas não querem saber do povo. “A estratégia funciona. Mas isso não é razão para que a beneficiemos mais ainda promovendo equívocos sobre as razões por que funciona. O populista não ouve o povo — põe palavras na boca do povo. O populista não quer unir o […]

Ler mais
Venezuela: o poder corrompe ou o poder revela? [texto integral]

 |Do arquivo Público 31.07.2017| “O poder corrompe; o poder absoluto corrompe absolutamente”. Já todos repetimos estas palavras, commumente atribuídas ao escritor e político católico inglês Lord Acton. Pergunto-me às vezes se elas não fazem mais mal do que bem. Em primeiro lugar, esta frase dá uma escapatória fácil ao corrupto: “não foi ele, foi o poder […]

Ler mais
Por um punhado de votos [texto integral]

|Do arquivo Público 24.07.2017|  As coisas agora são assim. Os escândalos políticos e as indignações da internet confundem-se e sucedem-se de tal forma que há quem tenha a ilusão de que a seriedade dos casos se meça pela sua duração. Os casos podem durar um dia, dois, três. Se não duram mais do que uma semana, […]

Ler mais