Afinal havia outra

afinalÀ direita interessava a ideia de que só havia uma política possível com o euro. Mas uma parte da esquerda também pensava o mesmo. Falta tirar as lições do último ano a ambos os lados.
“Foi o Financial Times que nos deu notícia do triste passamento da conhecida TINA — abreviatura para There Is No Alternative, ou seja, para o dogma de que em política Não Há Alternativa. Num artigo recente, a vetusta publicação especializada garante que o governo de António Costa “confundiu os críticos” com uma governação ancorada à esquerda que se desviou das políticas de austeridade e conseguiu atingir os objetivos do défice em que a direita falhou durante o governo anterior. Durante anos garantiram-nos que só era possível uma política. Mentira. Parafraseando o grande sucesso musical de Mónica Sintra, afinal havia outra.

E quando Mónica Sintra e o Financial Times estão de acordo, há que refletir.” — leiam o resto da crónica aqui.

0 Respostas a “Afinal havia outra”


  • No Comments

Deixar comentário