Arquivo diario para September 29th, 2008

Centenário

Em comemoração dos cem anos da morte de Machado de Assis, a entrevista que fiz ao escritor em dezembro de 2004, nos tempos do Barnabé e do governo Pedro Santana Lopes.



Que lindo serviço

Dados económicos, entre a chegada de George W. Bush à Casa Branca e o dia de hoje. Tirados daqui.

Dow Jones January 19, 2001: 10,587.59
Dow Jones September 29, 2008: 10,365.45

NASDAQ Jan 19, 2001 = 2770.38
NASDAQ September 29, 2008 = 1983.73

Dollar exchange with Euro, January 19, 2001: 1.068
Dollar exchange with Euro, September 29, 2008: .695

Vai ser bonito

Câmara dos Representantes recusa o pacote de auxílio a Wall Street.

Antes da notícia, as bolsas estavam assim:

iPhoto
[O gráfico em baixo é anual, praticamente desde o início da crise.]

E ao fim do dia ficaram assim:

iPhoto
[Aqui estão só as variações do dia em Wall Street. Maior queda em pontos de sempre do índice Dow Jones.]

Por outro lado, James Kenneth Galbraith escreveu hoje que o pacote seria desnecessário e ineficaz, e propondo um plano de recuperação da economia para os próximos anos. Vale a pena ler. O próximo presidente dos EUA é que vai apanhar o pior desta crise.

A imprevisível intoxicação aconteceu mais uma vez depois de se comer ovos com salmonelas. Quem diria?

O João Miranda está surpreendido com os riscos dos bancos europeus. É natural: ainda a semana passada ele defendia a tese do “empirismo ingénuo”. E os “empiristas ingénuos” diziam:

«…isto não se limita aos EUA. A cultura de passar os riscos para o público foi comum e partilhada por governos de direita e de esquerda, americanos e europeus. O mesmo Nouriel Roubini que passámos a ter de escutar com atenção nesta crise escreve no Financial Times que os bancos europeus estão em risco por terem comprado muitos dos “produtos tóxicos” financeiros que estiveram na origem disto tudo. Os economistas Daniel Gros e Stefano Micossi avisam que se os bancos americanos eram demasiado grandes para os deixarmos falhar, os bancos europeus são demasiado grandes para os conseguirmos salvar país a país.»

Até ao fim

Yep
Washington Post de hoje.

Não confiem em nós! Confiem nas regulações!

Yep
Publicidade da AIG no Washington Post de hoje.

Acertar no totobola à segunda-feira

«As autoridades europeias, belgas e holandesas estão em conversações para encontrar uma solução para o Fortis, banco parceiro do BCP nos seguros em Portugal que está a passar uma difícil situação, numa altura em que as negociações para uma aquisição parecem mais remotas… O jornal De Tijd noticiou que uma “nacionalização temporária” do Fortis parece cada vez mais provável, dado que as negociações para encontrar um comprador para o banco não estão a correr bem.»