Arquivo mensal para March, 2003

[a questão dos links, 3

[a questão dos links, 3 e finalmente] Finalmente, o que é importante é que os links no interior do texto estejam a funcionar e esses parece-me que sim. Façamos a experiência com este, que corresponde à Biblioteca de Arte da Fundação Calouste Gulbenkian. Ou este, que corresponde ao Arts & Letters Daily, um dos blogs sobre cultura mais interessante da internet.

[a questão dos links, 2]

[a questão dos links, 2] Parece-me, a propósito disto, que há pessoas que interpretam aquelas horas sublinhadas como sendo a continuação do texto e têm medo de perder algo. Isso acontece porque crêem que um blogo é um site, o que não é um caso. Um site pode ter muitíssimas páginas. Um blog, regra geral, tem apenas uma. Todo o texto que há para ver está aqui, e quando terminar, terminou, sem continuação noutro lugar. Este por exemplo vai terminar agora quando puser o último ponto final a seguir à palavra “fim”. Não vale a penar ir lá clicar nas horas a ver a continuação, ok? FIM.

[a questão dos links, 2]

[a questão dos links, 2] Parece-me, a propósito disto, que há pessoas que interpretam aquelas horas sublinhadas como sendo a continuação do texto e têm medo de perder algo. Isso acontece porque crêem que um blogo é um site, o que não é um caso. Um site pode ter muitíssimas páginas. Um blog, regra geral, tem apenas uma. Todo o texto que há para ver está aqui, e quando terminar, terminou, sem continuação noutro lugar. Este por exemplo vai terminar agora quando puser o último ponto final a seguir à palavra “fim”. Não vale a penar ir lá clicar nas horas a ver a continuação, ok? FIM.

[A QUESTÃO DOS LINKS, 1]

[A QUESTÃO DOS LINKS, 1] Pessoal: o vosso professor anda com pouco tempo e um bocado cansado, que é a razão porque não têm havido novas mensagens aqui no blogo. Entretanto, continuo a receber queixas em relação “aos links não funcionarem”. Fui verificar e estava tudo bem, pelo que creio que se trata de um mal entendido. Aqueles links que parecem não funcionar, segundo entendi do que me disseram, são as horas por debaixo de cada mensagem. As horas debaixo das mensagens são um link, de facto, mas pouco importante, uma vez que só vo leva ao arquivo que o blogo tiver mais de um mês e houver texto que for sendo auto-arquivado. De qualquer forma isso é pouco importante, pelo menos para já.

[hfp] E para os de

[hfp] E para os de fotografia, para não dizerem que nunca lhes mandei nada, aqui têm algumas páginas de um livro, Secret Knowledge do pintor inglês David Hockney, que defende que os mestres do renascimento utilizavam lentes e câmaras escuras para fazer as suas obras. Uma tese controversa, mas interessante.

[tci] Sobre o tema Tinta

[tci] Sobre o tema Tinta Digital, podem consultar este site: e-ink. No entanto, sobre temas que tenham a ver com cultura humana e inteligência artificial o site do media lab do Massachusetts Institute of Technology, além de esteticamente muito belo, tem alguma da investigação de ponta que se faz neste momento. Ver especialmente o site do grupo aesthetics+computation, que faz parte deste media lab.

[tci] Um dos textos que

[tci] Um dos textos que vamos começar a ler na próxima aula pode ser encontrado aqui no arquivo da wired.

[tci] De brinde, um link

[tci] De brinde, um link interessante sobre Ludwig Wittgenstein.

[tci] Ok pessoal. Tal como

[tci] Ok pessoal. Tal como foi dito na aula de hoje da turma E — e na de quinta-feira passada da turma A — não se esqueçam de trazer, na próxima aula, os textos contidos no ponto 1 (tinta digital) dos “Textos complementares”, mais conhecidos por “lista das fotocópias”. Os primeiros três textos (1.1, 1.2 e 1.3) podem encontrar-se na internet. Brevemente colocarei aqui os links (que se encontram também na tal lista). Agora o que é importante mesmo é fotocopiar e ler o texto “O Livro de Areia”, de Jorge Luís Borges, que podem encontrar apenas na reprografia, ou comprando o livro, que de todo o modo se encontra às vezes para aí baratinho (Jorge Luís Borges, O Livro de Areia, Lisboa, Estampa, colecção Livro B, várias datas, várias edições).

Aqui poderão encontrar diversos géneros

Aqui poderão encontrar diversos géneros de informações – desde links úteis, a textos e informações práticas. Quando alguma informação disser apenas respeito a uma cadeira ou turma, será precedida de um código: [hfp] para História da Fotografia Portuguesa, [tci] para Teoria da Comunicação e Imagem, [tci.a] e [tci.e] para as turmas A e E dos primeiro ano de Design. Aproveitem e até breve.